Dia da pizza

O Pedaço da Pizza

O Pedaço da Pizza

Efemérides nos dão pautas! Hoje é dia da pizza. E como pizza quentinha, recém saída do forno à lenha, combina com este tempo frio, o Menu da Lú vai dar uma pequena lista de redondas que conhecemos na cidade de São Paulo. Quem sabe nossa galeria ajuda você na hora de escolher seu próximo pedido.

Nunca fui muito fã de pizza. Passei pela infância e adolescência achando que pizza era uma coisa sem graça, com massa dura. Mas cresci e acabei conhecendo outras pizzas, o que mudou um pouco a minha visão sobre o assunto. Por mais de dez anos escrevi na seção de gastronomia do finado jornal Diário do Comércio e por obrigação do ofício acaba provando muita coisa. Vez ou outra cheguei a comer boas pizzas.

 

As pizzas doces de O Pedaço da Pizza

As pizzas doces de O Pedaço da Pizza

Em pedaços

Uma das melhores, no entanto, comi fora de pautas, na pizzaria  O Pedaço da Pizza. Na rua Augusta, ao lado do Espaço Itaú de Cinema, o lugar vende pedaços realmente saborosos de massa com coberturas como shimeji com couve, peruana (que leva atum e ovos e milho) e 3 cogumelos, a minha preferida, coberta por uma mistura de cogumelos (shitake, shimeji e cogumelo Paris) acompanhada de rúcula fresca. Além, é claro, das tradicionais mussarela, calabresa, portuguesa e marguerita.

As massas pré-assadas ficam expostas na vitrine e quando saem os pedidos os ágeis pizzaiolos colocam a cobertura e as aquecem na hora. A massa é crocante nas bordas, nem fina nem grossa, mas de altíssima qualidade.

Foi lá também que conheci as maravilhas da pizza doce, coberta por chocolate meio amargo. Pode vir acompanhada de raspas de chocolate – numa redundância chocolática que faz a felicidade de alguns – ou de pedaços de morango, banana, coco (dispenso!), negresco ou M&Ms. Como o pedaço é generoso e muitas duplas o pedem como sobremesa para dividir, depois de comer a pizza salgada, ele vem já partido em dois. Mas não é raro ver alguém comendo seu pedação de pizza de chocolate, lambendo os dedos (a coisa é um pouco melequenta, já que se come na mão, sem pratos ou talheres) e nem olhar para os lados para não correr o risco de ter que compartilhar a gostosura.

Antigamente, O Pedaço da Pizza só aceitava dinheiro vivo. Mas agora é mais fácil. Dá para pagar com cartões de débito e crédito. Não é muito barato. Cada pedaço custa em torno de R$10. A loja da Augusta fica aberta até de madrugada e lota nos finais de semana. Há unidades no Itaim, Jardins, Mogi das Cruzes, entre outras.

www.opedacodapizza.com.br

Pizza da Júlio 3

Pizza da Júlio 3

Teve uma fase em que pedíamos pizza na Pizzaria Julio 3, que fica na Heitor Penteado e sempre teve bons preços. Existe desde 1989 e continua vendendo pizzas tradicionais, como a portuguesa (R$37), quatro queijos (R$41), Há no cardápio algumas diferentes também, como a coreana (R$39), que leva atum ralado, catupiry, cebola, tomate e bacon. É bem massuda. Atende pelo Ifood, em seis unidades na cidade. O sabor é bom, nada de outro mundo. E chegou meio fora de esquadro algumas vezes – recheio caído de um lado, massa desolada do outro lado. Mas ainda assim é melhor do que muitas da região.

www.pizzariajulios.com.br/

 

Sem falar com atendente

Houve a fase em que pedimos na Didio’s. A massa costumava ser grossa. Mas agora pode ser também fina ou integral, mais saudável. Uma vantagem é poder pedir pela internet. Antes mesmo de ficarem conhecidos sites que reúnem pedidos para entregas, eles já tinham esse sistema. É uma bênção não precisar falar com atendente ocupado, que está em um local barulhento. Você pergunta: “Quanto tempo demora a entrega?”. E ele responde: “Sim, pode pagar com cartão”. Existe uma Didio’s aqui na esquina. Ao passar por ali, é possível ver os atendentes com seus foninhos de ouvido atendendo pedidos a todo vapor em dias como  domingo à noite. Ficam todos um junto do outro. Bem, mas voltando à pizza propriamente dita: a pizza é boa, bem recheada, chega quente e bem montada. Cobram a entrega, mesmo se seu endereço for a cinco passos da pizzaria. É o preço do conforto de não precisar buscar.

A pizza inesquecível da Didio’s é a pizza de abobrinha (R$56), que leva mussarela de búfala, abobrinha ao forno temperada, alho poró e parmesão. Essa não provei mas, pela descrição, parece gostosa: pizza especial de inverno, com alcachofra, nozes, mussarela e gorgonzola. Estão agora no Ifood também. Os preços ficam em torno de R$ 50 para todas as pizzas grandes e R$ 40 para as médias.

http://didio.com.br/

 

Didio's pizza

Didio’s pizza

Atualmente pedimos Na Vituccio. Embora um pouco cara, com preços que superam R$60, a massa é deliciosa e os recheios, de primeira qualidade. Não dá para comer toda semana, seja pensando na dieta ou na carteira. Falamos da Vituccio neste post.

http://www.menudalu.com.br/leveza-na-massa-capricho-no-molho-na-lapa/

 

Pizza Vituccio

Pizza Vituccio

 

E bom dia da pizza pra você, que eu vou ligar e pedir a minha.

 

 

 

 

 

2 Comments

  1. Roberto Borges "Bolt" says:

    Olá Lúcia. Adoro pizzas mas não sabia que 10 de julho era o dia dessa maravilha gastronômica. Por coincidência pedi uma ontem, aqui em João Pessoa, o que significa que comemorei esse grande dia mesmo sem saber, hehehe. Abração!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*