Café, cafeína, cafeterias.

Café: brasileiros bebem, em média, 81 litros de café por ano.

Café: brasileiros bebem, em média, 81 litros de café por ano.

O café é a segunda bebida mais consumida no mundo, perdendo apenas para a água. Os Estados Unidos são os maiores bebedores de café e o Brasil vem em seguida. Segundo uma pesquisa divulgada pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), os brasileiros bebem, em média, 81 litros de café por ano, que equivalem a cerca de 1200 xícaras. Quem gosta de contas, vamos lá: se o ano tem 365 dias, significa três (3,2) cafezinhos por dia. Como tem gente que nem bebe café, alguns estão consumindo cafeína de montão, para levantar essa média. A mesma pesquisa aponta que o café está presente em 98% dos lares brasileiros. Ai, que pena desses 2% que não sabem o que estão perdendo.

 

24 de MAIO

Ninguém precisa de data especial para tomar café. Já tínhamos, em 14 de abril, o Dia Internacional do Café. E para incentivar o consumo a Abic resolveu criar em 2005 o Dia Nacional do Café, em 24 de maio. Neste domingo de 2015, a celebração chega ao 10º ano.

Quem curte café nem liga para tanto número. Quer mesmo é tomar um bom café. De manhã para acordar, sozinho ou acompanhado, depois do almoço para levantar o ânimo e evitar a letargia do estômago cheio, de tarde para soltar a criatividade e acabar aquele projeto que emperra na mesa de trabalho. Sou fã de café desde que me conheço por gente. Tomava com leite antes de ir para a escola. E isso era bem normal. Hoje vejo mães com excesso de zelo negando uma cafeinazinha aos menores de dez anos de idade. Lembra da propaganda do Café seleto? Nos anos de 1970 anos não tinha o menor problema criança tomar café.

 

EXPRESSO

O café coado é o preferido pela maioria. Eu não dispenso um expresso. Depois que ganhei de presente, há alguns anos, uma máquina Nespresso, fiquei ainda mais viciada na bebida que sai com aquele creminho, quente na medida certa e é feito de maneira fácil e rápida. No passado cheguei a ter uma máquina caseira de expresso. Mas minha falta de habilidade como barista levou o empreendimento à bancarrota. O café saía assim, mais ou menos, e quando queria um expresso decente acaba indo até uma cafeteria.

Cápsulas: crescimento de 55%.

Cápsulas: crescimento de 55%.

A facilidade não passa despercebida por quem gosta de tomar café em casa. O mercado de cápsulas cresceu 55% de 2013 para 2014. Embora as máquinas operadas com cápsulas estejam presentes em apenas 1% dos lares (474 mil casas), a expectativa das empresas que atuam neste segmento é a de crescer até 20% nos próximos 10 anos. A mais recente adesão ao mundo das cápsulas foi da Octávio Café, que lançou uma linha dividida em seis categorias de sabores, compatíveis com máquinas Nespresso. Não provei ainda. Prometem ser boas.

 

Brasil Blend, do Starbucks.

Brasil Blend, do Starbucks.

STARBUCKS

Desde que os brasileiros começaram a valorizar cafés mais puros e saborosos, de uns cinco anos para cá, não param de surgir novidades no mundo dos bons cafés. E a maior rede de cafeterias do planeta (são 15 mil ao todo), a Starbucks, aproveitou os dez anos do Dia Nacional do Café para comemorar outro número redondo: a 100ª loja no Brasil, no Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, na Cinelândia, no Rio de Janeiro.

Além disso, o expresso pedido na rede agora é feito com Brasil Blend, composto de 100% de grãos produzidos no País, mais especificamente em Minas Gerais. É bem gostoso e possui uma untuosidade bem brasileira. Quando pedir, espere alguns segundos antes de beber. Sinta o aroma. Se seu amigo pediu um café daqueles americanos, compare o cheiro e você vai saber do que estou falando. O expresso do Sarbucks custa R$4,40 e vem agora com um mini muffin de chocolate que é dos melhores acompanhamentos de café que já provei. É molhadinho e realmente tem gosto de muffin. Algum dia vou fazer um apanhado dos acompanhamentos de café. Se você que está lendo tiver sua lista, por favor, me envie.

Mas voltando ao Starbucks, porque tem mais uma notícia boa para quem quer tomar café bom. A empresa anunciou o lançamento do Brazil Nova Resende da Starbucks Reserve – um café selecionado vindo de microlotes de 74 pequenas propriedades em torno da Serra de Ibituruna, em Nova Resende, sul de Minas Gerais, torrado na Starbucks Reserve Roastery & Tasting Room, em Seattle.

É possível comprar nas lojas os cafés em grãos e eles moem de graça de acordo com a moagem escolhida: para máquina de expresso, prensa francesa ou filtro de papel. Com 250 gramas, o pacote do Brasil Blend custa R$15,90 e o de Brazil Nova Resende sai por R$29,90. Não é barato, mas é bom pra caramba.

O problema de provar esses cafés bacanões é que depois você não quer mais voltar para o café Pelé. Se bem que, quando bate aquela vontade de tomar café, vale qualquer um, com ou sem cafeína.

 

Descafeinado: para quem quer café, mas não pode.

Descafeinado: para quem quer café, mas não pode.

DESCAFEINADO

Bem, sei que tem gente que dirá que café sem cafeína não é café. Mas vejam o drama de gente que adora o gosto do café, como eu, e não pode tomar mais do que duas xícaras por dia, sob pena de ficar acordada  a noite inteira e depois cair pelas tabelas no dia seguinte. O descafeinado, inventado pelo alemão Ludwing Roselius em 1903 (só chegou por aqui nos anos de 1990), é meu amigo, porque me permite beber café e não perder o sono.

 

COMO SURGIU

Não há registro histórico confiável sobre a invenção do café. Apenas alguns relatos e lendas. A que parece mais verossímil diz que surgiu na Etiópia, por volta do ano 1.000. Os pastores usavam a fruta do café para alimentar os rebanhos durante as longas viagens, porque dessa maneira os animais ficavam mais resistentes. Alguém depois teve a ideia de experimentar e outro, mais sofisticado, de torrar, moer e passar água pelo pó, transformando isso numa bebida. Gênio esse cara. Eu o agradeço e homenageio todos os dias, ao sentir aquele cheirinho do café matinal que me transforma de ogra em pessoa razoavelmente civilizada para enfrentar o dia.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*