Comida de rua, no shopping Iguatemi.

Big Pig do Marakuthai. Foto: Divulgação

Big Pig do Marakuthai. Foto: Divulgação

Para quem estiver procurando um lugar para comer neste sábado, 3 de outubro, ou amanhã, domingo (4), uma dica é o Foodspot Iguatemi. O evento está acontecendo pela segunda vez este ano (a primeira foi em maio), no boulevard do Shopping Iguatemi – área no térreo do centro de compras, na qual normalmente funciona parte do estacionamento.

A dinâmica é parecida com um parque de food trucks: mesas ao ar livre e venda de comida servida em pratos, garfinhos e copos de plástico ou papelão. Mas há apenas um caminhão de comidas propriamente dito. Os demais restaurantes montaram barracas – aqui estilosas e bem equipadas.

Ojo de bife do Pobre Juan. Foto: Lúcia Helena de Camargo

Ojo de bife do Pobre Juan. Foto: Lúcia Helena de Camargo

Há representação de 18 restaurantes, alguns em uma versão menor daquela que já existe dentro do shopping, como o Piselli Sud, que vende porção de dois arancinis (bolinhos de risoto recheados de mussarela de búfala) a R$16 e torta caprese (de chocolate com amêndoas) a R$20.

Entre as atrações mais badaladas está o Sal Gastronomia, do chef Henrique Fogaça, conhecido por ser jurado do reality show Masterchef, exibido pela TV Bandeirantes. Em sua barraca, o cardápio se resume a um único sanduíche, feito de cupim na manteiga de garrafa, com vinagrete de rúcula, no pão de batata. Custa R$20. Quem o pedia elogiava o sabor, mas fazia a ressalva de que o lanche tem tamanho reduzido. Nesse quesito, aliás, todos os pratos salgados servidos no evento seguem no mesmo tom: nada de porções generosas. Mas tudo muito gostoso e de primeiríssima qualidade, diga-se.

Red Velvet de Lucas Corazza. Foto: Tadeu Brunelli/Divulgação

Red Velvet de Lucas Corazza. Foto: Tadeu Brunelli/Divulgação

O Menu da Lú provou algumas delícias. Além do mencionado sanduba do Fogaça, comemos o ótimo Ojo de bife ancho com batatas no alecrim e flor de sal, salsa e ervas frescas, do Pobre Juan. Também custa R$20. Vem numa caixinha, com a carne picada, para facilitar ao comensal. Se precisar comer em pé, não é difícil. Neste almoço de sábado, embora o lugar já tivesse bom número de pessoas, encontramos uma mesa e pudemos degustar com conforto.

Cheesecake de Oreo com doce de leite, de Lucas Corazza. Foto: Divulgação

Cheesecake de Oreo com doce de leite, de Lucas Corazza. Foto: Divulgação

Uma sobremesa digna de nota, pelo excelente sabor e porte respeitável, que destoava das demais no evento, foi o bolo Red Velvet (de baunilha e cacau com recheio de cream cheese Philadelphia) da barraca de Lucas Corazza. Ele ganhou fama pela participação no programa Que Seja Doce, do canal GNT, que promove disputas de confeiteiros amadores. O bolo é vendido a R$14. Vale cada centavo. Macio, sem excesso de açúcar e com recheio extra cremoso. Corazza, que estava presente ao evento, levou também seu cheesecake de Oreo com doce de leite (R$16). Este já ao gosto de quem aprecia doces mais açucarados.

O Saj vendia esfihas abertas de queijo e carne (R$8), batatas fritas (R$8), kebab e hambúrguer (ambos R$20) e sua sobremesa emblemática, o chocolamour, que consiste em sorvete de chocolate, farofa doce, calda de chocolate e chantilly, por R$18.

Chips de banana verde do Le Manjue. Foto: Divulgação

Chips de banana verde do Le Manjue. Foto: Divulgação

Da barraca de Los Mendozitos consumimos uma taça de vinho Malbec Amansado (R$16). A garrafa está sendo vendida a R$72. Havia ainda outros tintos, brancos, rosês e espumantes. Esses, entregues aos clientes em baldes de gelo, faziam sucesso na tarde quente. Uma garrafa de Brut Guatambu, produzido na Serra Gaúcha com uvas chardonnay e sauvignon Blanc, saía a R$70. Preço bom, se considerado que em lojas do ramo custa em torno de R$50.

Não comemos, mas tinha um visual de respeito o sanduíche Big Pig, do Marakuthai. Feito de pernil com cebola caramelizada, saía a R$20. Vimos muita gente comendo e elogiando.

Entre as demais casas, almôndegas da Aninha Gonzalez, que anuncia possuir um cardápio totalmente desenvolvido para crianças; pizza do Ráscal, chilli dog da ZDeli, sanduba de carne louca, croquetes de frango e jamon ibérico do Manioca; o curry do Tian, chips de banana verde do Le Manjue, temaki do Japengo, piadinas da Vila Emilia, kit de queijos da Queijaria e nhoque do Co.Mo Food Truck, também responsável por vender refrigerantes (R$6) e sucos (R$8).

Para entrar na área do evento, paga-se ingresso no valor de R$10 (adulto) e R$5 (criança). Dez por cento do montante arrecadado com as entradas serão revertidos para o Instituto ATÁ, liderado pelo chef Alex Atala, cujo objetivo é incentivar a diversidade da produção alimentícia territorial.

Uma vez dentro, o sistema de pagamento funciona de maneira inteligente. Você adquire em algum dos caixas móveis espalhados pelo pátio qualquer valor em uma espécie de dinheiro interno, sempre em múltiplos de dois reais, e vai comprando com essas notas as comidas, bebidas e sobremesas que desejar.

Ao longo do final de semana acontecem atrações circenses, com mágicos, palhaços e malabaristas. E o grupo Tritono Blues apresenta uma prévia do seu terceiro CD, dedicado ao ícone do blues Ray Charles.

Pelo menos neste sábado o ambiente estava agradável e sem filas. Aprovado.

A entrada do Food Spot Iguatemi. Foto: Lúcia Helena de Camargo

A entrada do Food Spot Iguatemi. Foto: Lúcia Helena de Camargo

Foodspot Iguatemi

Data: 3 e 4 de outubro de 2015, do meio-dia às 20h.

Preços: entrada: R$10 (adulto) e R$ 5 (criança). Pratos: até R$20.

Local: Boulevard do Shopping Iguatemi São Paulo

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232 – Jardim Paulistano.

Estacionamento: R$ 13 até duas horas. Há uma promoção: se você instalar o aplicativo do Iguatemi (iguatemisp.com.br) e pagar através dele, ganha 50% de desconto).

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*