Para rir na cozinha

Fulvio Stefanini encarna o chef catalão Margherita

Fulvio Stefanini encarna o chef catalão Margherita

É uma peça de teatro com tema culinário. Então, lá fomos assistir. A comédia Não Sou Bistrô, que estreou no dia 8 de agosto e segue em cartaz até 27 de setembro, tem o tarimbado Fulvio Stefanini no papel do chef catalão Margherita (a ascendência italiana explica o nome), que comanda um restaurante estrelado em Barcelona. Ele sofre um ataque cardíaco por estresse. Precisa descansar, mas para tanto tem que treinar alguém para substituí-lo na cozinha.

Paulo Emilio Lisboa: autor e ator.

Paulo Emilio Lisboa: autor e ator.

Dois jovens cozinheiros disputam quem vai ganhar o avental: Penélope (Renata Fasanella) e Henry (Paulo Emílio Lisboa). Paulo Emílio parece mais convincente no papel do que a atriz. Há motivos: ele é o autor do texto. E já incorporou o personagem em outras montagens da peça.

João Bresser faz o garçom e braço direito do chef. Com direção de Léo Stefanini, o elenco tem ainda Ton Prado, Fulvio Filho, Pamela Otero e Kauê Gibran.

Tudo se passa dentro de um restaurante, claro. Entre o salão e a cozinha aparecem personagens como a celebridade que processa o restaurante por motivos pífios, o crítico ranheta que não gosta de nada, o amigo do chef que não paga a conta.

O público sentado nas poltronas da frente é convidado a interagir em diversos momentos. Portanto, se você não quiser ter as atenções voltadas para você, compre ingresso para as fileiras do fundo.

Agora encenada no Teatro Viradalata, a comédia já foi vista, segundo a produção, por 50 mil pessoas nas passagens por Campinas, São José dos Campos e outros teatros paulistanos.

Há cenas engraçadas, outras nem tanto, que achei meio forçadas. E certa dose de humor físico. Panelas que caem, figuras exageradas etc. Mas vi muita gente da plateia rindo. Gargalhando até. OK. Humor não é algo universal.

A resolução da trama é rápida, como deve ser, em pouco mais de uma hora de espetáculo.

Renata Fasanella: Penélope.

Renata Fasanella: Penélope.

 

NÃO SOU BISTRÔ

Teatro Viradalata  (270 lugares)

Rua Apinajés, 1387 – Perdizes

Informações: 3868-2535

Bilheteria: só abre em dias de espetáculos, 2 horas antes até 1 hora depois do início do espetáculo.

Estacionamento com manobrista no local, R$ 15.

Vendas:

www.ingressorapido.com.br

Tel.: 4003.1212

Sábado às 22h | Domingo às 20h

Ingressos: R$ 60

Duração: 75 minutos

Recomendação: 10 anos

Temporada: até 27 de Setembro

João Bresser (à esquerda) faz o garçom e braço direito do chef. E um convidado extravagante.

João Bresser (à esquerda) faz o garçom e braço direito do chef. E um convidado extravagante.

 

Ficha Técnica:

Texto: Paulo Emilio Lisboa

Direção: Léo Stefanini

Elenco:

Fulvio Stefanini

João Bresser

Paulo Emilio Lisboa

Renata Fasanella

Ton Prado

Fulvio Filho

Pamela Otero

Kauê Gibran

Cenário: Freddy Hermann

Figurino: Marcela Andrade

Produção de casting: Andrea Coelho

Luz: Hugo Peake

Produção: Léo Stefanini, Ton Prado, Paulo Emilio Lisboa, Adriana Grzyb e Anayan Moretto

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*