Panquecas do Mickey

Panquecas: produção em série
Panquecas: produção em série

Esta postagem era para ter entrado há tempos. Apenas uma pequena dica para quem pensa em ir visitar os parques da Disney World, em Orlando.

Tenho amigos que se horripilaram quando disse que iria, outros que disseram querer ir também.

Na minha opinião, é um lugar para esquecer que existe realidade (esquecer que o Brasil é governado por uma turma que parece saída de “O Mágico de Oz”: o espantalho sem cérebro, o homem de lata sem coração e o leão covarde).

Principalmente dentro dos parques, os caras têm competência para inventar mundos inteiros, como o Galaxy’s Edge, nova área do Hollywood Studios, na qual a imersão é total, pois a recriação é impressionante.

Como a proposta deste blog é falar de comida, vou colocar aqui apenas três exemplos que experimentamos nessa viagem.

Mickey no café da manhã

As panquecas com a cara do Mickey Mouse, servidas no hotel Disney, são feitas em grande quantidade, para atender ao fluxo intenso de turistas de todas as nacionalidades que passam pela praça de alimentação. Mas os caras sabem fazer panquecas. Encontraram uma boa fórmula. São saborosas. Orelhinhas crocantes, carinha mais macia… comemos o camundongo no café da manhã, antes de bater perna nos parques. US$ 6 (R$ 25, mais ou menos). Ou o dobro, se pedir a refeição completa, que vem com bacon e ovos mexidos.

Idade da pedra

Coxas de peru. Ou mastodonte?
Coxas de peru. Ou mastodonte?

Fred Flintstone não é personagem da Disney, mas essas coxas de peru gigantes lembram aqueles mastodontes que o Fred comia no jantar. Lamento não mostrar uma foto que dê uma ideia melhor do tamanho da coisa. Porque seria indiscreto mostrar alguém comendo. Mas garanto: é descomunal. Vale por uma refeição inteira. Veja como ocupa a bandeja inteira. Essa bandeja tem o mesmo tamanho daquelas tradicionais, de fast food, que conhecemos. É grande, mas em termos de sabor… é apenas famosa. Não é tão gostosa. Na minha opinião, forte demais, em razão do defumado. Apenas pitoresca. Custa U$ 12 cada (R$ 50).

E uns patos ficavam lá, circulando entre as mesas. Não pareciam incomodados com o intenso consumo de pernas de seus parentes.

Os patos circulando entre as mesas
Os patos circulando entre as mesas

Leite alienígena

Dentro do ambiente de Star Wars, depois de abraçar o Chewbacca, tomei o leite azul.

Totalmente alienígena, diferente de tudo o que você já viu! Só que não. Tem gosto de leite batido com gelo. Com corante. Custa US$ 7 (equivalente a mais ou menos R$ 30).

Leite azul
Leite azul

Há também o verde.

Curti, mas sou mais um picolé de limão.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima